Administrador do Cruzeiro, no DF, é exonerado após polêmica envolvendo distrital

Por , em Notícias DF dia .

Felipe Rodrigues Oliveira será substituído por Cláudio Simões dos Santos. MP acusou administração de favorecer deputado Reginaldo Sardinha.

O administrador regional do Cruzeiro, Felipe Rodrigues Oliveira, foi exonerado nesta quarta-feira (5) – pouco mais de uma semana após polêmica envolvendo o deputado distrital Reginaldo Sardinha (Avante) e um concurso da administração.

A destituição do cargo foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal. No lugar de Oliveira, quem assume é Cláudio Simões dos Santos.

O Ministério Público de Contas do DF (MPC-DF) acusou a Administração Regional do Cruzeiro de favorecer o deputado Reginaldo Sardinha.

Isso porque a gestão de Felipe Rodrigues Oliveira organizou um concurso para crianças e adolescentes com o objetivo de escolher uma nova logomarca para a região, que completa 60 anos em novembro. O prêmio para os campeões, porém, criou a polêmica.

Os vencedores ganhariam, além de um tablet, um “passeio cívico pela cidade acompanhado do deputado Reginaldo Sardinha” e, ainda, participação no projeto “Dia de Deputado”.

Entrada da Administração Regional do Cruzeiro, no DF  — Foto: TV Globo/Reprodução

Entrada da Administração Regional do Cruzeiro, no DF — Foto: TV Globo/Reprodução

Para o MP de Contas , a premiação constituía favorecimento do distrital pela administração. O órgão afirmou que a medida era “evidente afronta aos princípios basilares da administração pública e evidente promoção pessoal do parlamentar”.

A ação foi enviada ao Tribunal de Contas do DF com pedido de liminar, para que o programa fosse retirado imediatamente da ordem de serviço da administração.

O deputado distrital Reginaldo Sardinha (Avante) — Foto: TV Globo/Reprodução

O deputado distrital Reginaldo Sardinha (Avante) — Foto: TV Globo/Reprodução

Acionada após a polêmica, a Administração Regional do Cruzeiro informou que já havia retificado o edital, “uma vez que o programa ‘Dia de Deputado’, de Reginaldo Sardinha, foi incluído no concurso sem seu conhecimento e anuência”.

Ainda de acordo com a administração, “as escusas já foram dadas ao nobre deputado pela iniciativa inapropriada”.

O deputado Reginaldo Sardinha confirmou que não havia sido informado sobre o concurso e que o programa “Dia de Deputado” é uma ação exclusiva do gabinete dele.

Publicações Recomendadas